Um grupo de jovens autores na jornada da escrita que, visando concretizar o sonho de ter seus livros publicados e ajudar outros escritores a terem o mesmo, decidiram criar a sua própria editora. Assim surgiu a Hugin e Munin Editora. O nome foi sugerido por Michaelly Amorim e Edward Fenrir em uma conversa, devido a Hugin e Munin representarem "memória" e "pensamento" na mitologia Nórdica. Atualmente publicamos autores nacionais de forma semi tradicional, através de meta de pré-venda.